Não me considero dono da verdade, nem jamais me irei considerar guru do quer que seja. Aliás, se há algo que me chateia imenso, é a catrefada de gurus que reinam por esse mundo fora que nos dizem como ver o mundo que nos rodeia. Todos eles trazem uma varinha de condão de como elevar a nossa vida a um potencial maior. Todos eles nos prometem uma vida melhor através do processo de copiar o sucesso. Sou mais apologista de partilhar ideias, experiências e emoções. Sou escritor, empresário, pensador, investigador, criador. Talvez filósofo, ou quem sabe, através da minha própria experiência, um mero espelho da vida real. Neste espaçoensaio sobre alguns dos sentimentos humanos e a relação causa-efeito que estes têm com o mundo que nos rodeia. Reflito na luta interior e na demanda da minha própria individualidade, identidade e descoberta de mim mesmo. Como tal,  o principal objetivo, não é o desenvolvimento exaustivo dos temas abordados, mas a exploração da tua consciência analítica à tua própria existência, enquanto ser social, material e espiritual. Este espaço, aborda questões como o amor, a amizade, a vida em sociedade, os nossos medos  e a visão analítica da ideia de Deus. Vais concerteza, constatar a existência de muitas incertezas, próprias de um espírito sempre em construção. Algumas afirmações escandalosas e bombásticas, que deverão ser analisadas pelo teu espírito critico. Poderás julgar-me na maioria das vezes, e daí talvez não. O que importa é que sigas o teu próprio discernimento e que tenhas uma mente critica ao que te rodeia através do meu espelho.